segunda-feira, 17 de setembro de 2007

Dias Claros..


Terminei, enfim, de ler o "Livro dos Prazeres" da minha amiga Clarice Lispector. Os 'acasos' às vezes são tão premeditados que acabo pensando que a personagem principal do livro devia se chamar 'Vivianne' e não Loreley (tudo bem,Clarice,Loreley é mais poético e tem todo um significado,admito). Só mesmo uma mulher pra descrever tão bem o mundo do ser mais ininteligível da espécie...a mulher. Parece que vivemos sob o peso de saber, e ao mesmo tempo, fingir não saber, pois sabemos demais. Não aquele saber que os mais inteligentes sabem, mas aquele outro, sabe? (um trocadilho não faz mal!)...E saber demais nos coloca em uma posição inadequada para conviver com os outros. Parece que nós,mulheres, encontramos mais significados nas coisas e mais beleza nas pessoas. Nosso olho de Tandera nos abre a visão para muito além do alcance...às vezes ´além´demais, é verdade. Por vezes nós,mulheres, não precisamos nem receber transmissões nem transmitir. Porque na maioria das vezes,não precisamos de comunicação... Meu sobrinho vai ser menino. Eu vou tentar contar minhas histórias imaginárias, que de tão lindas, acabam criando uma aura mais suave do mundo real...Ele vai pensar que são fábulas, o que vai ser bom. Mas se fosse uma menina, ela ia acreditar e quem sabe, me propor outros finais, o que ia ser ótimo. Por fim, uma passagem do livro me apaixonou, pela semelhança com cenas de um filme (ou minha vida?)...


"De algum modo já aprendera que cada dia nunca lhe era comum, era sempre extraordinário. E que a ela cabia sofrer o dia ou ter prazer nele. Ela queria o prazer do extraordinário que era tão simples de encontrar nas coisas comuns.Não era necessário que a coisa fosse extraordinária para que nela se sentisse o extraordinário."

2 comentários:

Camila Carol disse...

Amiga...não preciso nem comentar que vc se torna a cada dia uma pessoa melhor, né? Me surpreendo com essa minha amiga, dia após dia. E lendo este Blog, tenho ainda mais orgulho de vc, panga! Não apenas pq escreve muito bem, mas pq dá pra ver q vc sente o que escreve, e tudo vem do seu coração! Continue assim...e eu, continuarei a te apoiar e ter orgulho de vc, mais e mais, sempre!

Poliana disse...

Hum..
tô com uma vontade de ler esse livro...
Ja tava antes.. e agora então!
;D

é um menino!!
que feliz...ele gostará de ouvir as "fábulas" de tia Vivi!!
bjão!