quarta-feira, 5 de março de 2008

"Queridos Amigos"


Hoje é aniversário de Tato e sexta-feira é o de Deyna. O que eles têm em comum além do mesmo signo? Eles são dois de meus melhores amigos. Deyna me pediu uma carta e Renato, uma cerveja. Mas sinto-me na obrigação de dar de presente para os dois a certeza de uma amizade eterna. De se saber junto, do lado, para sempre sem medo de dizer para sempre. Em se tratando de amizade, não existe ex-amigos. Nem urucubaca, pai-de-santo, distância, tpm ou qualquer outra espécie do gênero, consegue acabar uma amizade verdadeira. O tempo pode até afastar, a vida pode levar a gente pra lugares distantes, mas ainda assim, o sentimento fica. A amizade permanece. Acho que é uma das poucas relações que podemos dizer ,sem reservas, "estarei com você pra sempre". Pelo menos, é assim que imagino o meu futuro. Estarei com meus amigos e eles comigo durante todo o tempo que me resta pra viver.
Ando assistindo a série "Queridos Amigos" e é muito bom ver seres humanos como personagens, sem que seja preciso atribuir o papel de vilão ou mocinho a quem quer que seja. E, mesmo diante da sua nossa humanidade tão falível, perceber que o sentimento de amizade pode ser divino, transpassar o tempo, resistir ao destino e aos egos, super-egos e alter-egos que rondam todos nós. Assim, espero que meus "queridos" sejam sempre meus "amigos", que a vida traga-lhes a certeza de que são dotados de grande valor e que suas histórias tenham capítulos intensos, bem vividos, cheios de personagens, sentimentos,erros,acertos,erros e mais erros e outros acertos. No fim, a conta sempre vai ser positiva.
Por fim, peço licença ao Drummond, no poema "Síntese da Felicidade" para desejar a VOCÊS, Deyna e Tato:


"...Fruto do mato
Cheiro de jardim
Namoro no portão
Domingo sem chuva
Segunda sem mau humor
Sábado com seu amor
Filme do Carlitos
Chope com amigos
Crônica de Rubem Braga
Viver sem inimigos
Filme antigo na TV
Ter uma pessoa especial
E que ela goste de você
Música de Tom com letra de Chico
Frango caipira em pensão do interior
Ouvir uma palavra amável
Ter uma surpresa agradável
Ver a Banda passar
Noite de lua Cheia
Rever uma velha amizade
Ter fé em Deus
Não Ter que ouvir a palavra não
Nem nunca, nem jamais e adeus.
Rir como criança
Ouvir canto de passarinho
Sarar de resfriado
Escrever um poema de Amor
Que nunca será rasgado
Formar um par ideal
Tomar banho de cachoeira
Pegar um bronzeado legal
Aprender um nova canção
Esperar alguém na estação
Queijo com goiabada
Pôr-do-Sol na roça
Uma festa
Um violão
Uma seresta
Recordar um amor antigo
Ter um ombro sempre amigo
Bater palmas de alegria
Uma tarde amena
Calçar um velho chinelo
Sentar numa velha poltrona
Tocar violão para alguém
Ouvir a chuva no telhado
Vinho branco
Bolero de Ravel
E o carinho meu."

5 comentários:

Erick Moreno disse...

Depois dessa conversa toda, quero ver você não ir pra festa lá em casa :p

Até domingo, menina.

Beijos

deynaleao disse...

Bibi, não sei se vou ganhar presentes amanhã...e se eu ganhar, já elegi o melhor deles!Eu te amo um bocadinho.Beijo amiga, e muito obrigada! =]

Franco disse...

Costumo falar que amigo não é aquele que está na nossa casa todo dia ou todo finde. Nem aquele que te liga toda hora, mas essencialmente aquele que está sempre pra nos ouvir, ajudar, fazer rir, partilhar...
Oscar Niemayer disse certa vez que "A vida é uma mulher ao lado e o resto seja o que Deus quiser" Com toda permissão ao grande Niemayer, quero dizer que: " A vida é uma mulher ao lado, os AMIGOS, e o resto seja que Deus quiser"
Bjão
PS: bacana a nova roupagem do blog;)

Poliana disse...

niver do magrelo!!
\o/

é.. concordo, amizade qd é verdadeira nem o tempo, mt menos a distancia conseguem apagar...

;)

e esse assunto me deixa pensativa...

tato disse...

:*
a recíproca e verdadeira, que nossa amizade cresça e frutifique..

beijosss