sábado, 29 de dezembro de 2007

"É preciso amar o inútil. Criar pombos sem pensar em comê-los,plantar roseiras sem pensar em colher rosas,escrever sem pensar em publicar,fazer coisas assim, sem esperar nada em troca. A distância mais curta entre dois pontos pode ser a linha reta, mas é nos caminhos curvos que se encontram as melhores coisas. A música ... Este céu que nem promete chuva ... Aquela estrelinha que está nascendo ali... está vendo aquela estrelinha? Há milênios não tem feito nada, não guiou os Reis Magos, nem os pastores, nem os marinheiros perdidos...Não faz nada.Apenas brilha. Ninguém repara nela porque é uma estrela inútil. Pois é preciso amar o inútil porque no inútil está a Beleza.No inútil também está Deus."


(Lygia Fagundes Telles)

Um comentário:

Poliana disse...

que lindo vivi! =~
eu nao ando com tanta frequencia por aki.. mas qd apareço leio tudo! e suas palavras sempre são as mais simples e bonitas... e por causa disso, as mais tocantes...
é tudo dito com tanta simplicidade.... que toca... não sei se por me achar tão parecida com vc que sinto isso.. mas é verdade!
=)

Feliz ano novo vivi.. pra vc.. o Dan, Sofia e td sua familia!