quinta-feira, 22 de janeiro de 2009

Te amo,Brasília


Hoje é meu último dia aqui em Brasília. Estou triste. Pra variar, sempre me apego fácil às pessoas e aos lugares em que finco o pé. Não sei bem se parto com a sensação de dever cumprido ou vou embora sentindo ingratidão, por ter dado a Brasília menos amor que ela merecia. Uma cidade que em tudo se assemelha a uma "ilha" e por isso mesmo é obrigatório passar um tempo aqui. Brasília me ensinou a dar muito mais valor às pessoas, porque aqui o valor dado às coisas é bem grande. Aprendi a ser sozinha, a vislumbrar toda minha vida sob um ponto de vista completamente diferente. Me profissionalizei, aprendi a pôr foco nas coisas, sobretudo alarguei meus horizontes de uma forma indelével. Fiz com que as pessoas olhassem para a Paraíba de uma forma mais bonita,e não pejorativa. Valorizei minhas raízes como nunca e aprendi a ter saudades do jeito certo. Daquele jeito que só quem cresceu sente e sabe que precisa calar o coração às vezes, para que a mente possa se desenvolver. E por incrível que pareça, aqui foi o lugar onde meu coração ficou maior, porque encontrou espaço para mais gentes e mais sentimentos.
Hoje eu sei que cada mudança traz em si dores e delícias, e só mesmo mudando sempre é podemos continuar do mesmo jeito, ainda que com uma bagagem cada vez maior nos ombros.
E o melhor é que quanto mais bagagem, mais leveza a gente carrega.
E como já cantava Alceu...

-Qual é o seu nome?
-Me chamo Brasília
Sabia que um dia
Ia te encontrar
Ela só queria
Eu quase acredito
Quebrar o meu mito
E me abandonar...
Se teu amor foi
Hipocrisia!
Adeus Brasília
Vou morrer de saudade
Se teu amor foi
Hipocrisia!
Adeus Brasília
Vou prá outra cidade...

3 comentários:

Luana Magalle disse...

A PB está de braços abertos...até para as saudades de BSB. Vc duvidaria disto?
Beijos

Poliana disse...

Eitaaaa... voltando pra terrinha??
pois é, a vida é mesmo engraçada com a gente.. nos faz sentir dor e saudade.. independente de onde estamos saindo e para onde estamos indo...

=****

Fabiano disse...

Pois é, volte em paz...
Felicidades em sua caminhada, viu, Vivianne.


Bjs.