quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Um dia alguém me disse
que era pra eu crescer
que assim não podia ser
que eu precisava padecer
para chegar ao Paraíso

Um dia alguém me disse
que era pra namorar
e que mesmo sem amar
eu deveria me casar
antes do segundo sol

Um dia alguém me disse
que só se ama uma vez
que devo acordar antes das seis
que o salário não dá pro mês
E que eu devia ganhar mais

Um dia alguém me disse
que eu não era bonita
que eu não estava bem na fita
que eu tomei mais margueritas
E que falei o que não podia

Um dia alguém me disse
que eu precisava ter isso
e aquilo, e depois disso
virei alguém que sempre escuta

o que alguém disse.

E decidi falar
o que estava na minha telha
debaixo da cadeira
em cima do edredom
tudo meio desarranjado
tudo meio esculhambado
e saindo do tom

Comecei a dizer
que eu não precisava padecer
que o paraíso era mais perto
que a cidade não é deserto
que eu podia sentir prazer
em ser, em viver, em ensurdecer
para as coisas que
alguém me disse.

8 comentários:

Poliana disse...

palavras suas, vivi?

Vivianne disse...

sim, Poli!
"ninguém" me disse...=D

Luana Magalle disse...

Que lindo, Vivi´s!

:~)

Ana Cecília disse...

Adoreiii Vivianne!Lindoooo demais!
Parabéns!!!

Bjoss!

Felipe disse...

Uma amiga poeta.Uma poeta amiga ;)

Bjão.

Vivianne disse...

Obg a vcs.
Saibam que vcs me incentivam demais. Aliás, vcs são "o" incentivo.

Lucas Peixoto disse...

Poesia ótima!! Gostei demais e fiquei me perguntando: por que será que eu não escrevi isso??? kkkkk
Beijão!

P.S.: Aprendi isso no show de Leoni, quando ele falava de uma música de Herbert Viana que o emocionou muito. Segundo ele, quando a ouviu ele se perguntou porque será que ele mesmo não havia composto a cançao...

* Miranda* disse...

Adorei sei post... me encontrei nele sem alguem me dizer... \rs/

tenh 1 otima smn e por favor! N deixe d escrever!

bjss
Ju